Pelos – o drama de quem tem animais de estimação em casa.

Dicas simples para deixar sua casa livre de pelos.

Ter um animal de estimação é maravilhoso. É, certamente, uma experiência gratificante que preenche a vida de qualquer um. Porém, como nada é perfeito, vamos falar de um dos grandes dilemas de quem tem animais dentro de casa: a queda de pelos.

Quem tem um cão ou um gato (ou ambos) sabe que é quase impossível deixar a casa livre de pelos. Isso representa não só um problema de higiene, mas também um problema para quem tem alergias respiratórias.

Vamos conhecer, portanto, alguns métodos para melhorar o convívio através da rotina de limpeza do ambiente e de higiene do animal.

Rotina de limpeza do ambiente

Principalmente nas épocas de mudas de pelo, esta rotina precisa ser bem frequente. Vamos, primeiramente, falar dos principais métodos para eliminar os pelinhos dos nossos amados pets do ambiente:

Aspirador de pó

Com certeza, o melhor amigo dos tutores de pets. Prefira utilizar um aspirador antes mesmo da vassoura para que os pelos não saiam voando e se espalhando pela casa. Passe no piso (mesmo que liso), nos sofás, cantos, tudo! Se necessário até duas vezes por dia.

Alternativa: se morar em apartamento ou um local menor, uma ótima opção é comprar um robô de limpeza que fica o dia todo andando pela casa, aspirando sujeira. Um sonho de consumo para mães e pais de pets.

Rodo

O velho e antigo rodo é extremamente útil para retirar pelos no piso ou tapete, mesmo sem água. O rodinho de pia pode ser usado nos estofados e ajuda MUITO. Passe o rodinho nos estofados antes de usar o aspirador, já que os pelos irão cair no chão.

Luvas de borracha

Luvas de borracha, aquelas usadas para fazer faxina, são grandes aliadas para retirar pelos de animais dos estofados. Basta vesti-las e passar a mão no móvel em um sentido só para retirar a sujeira.

Rolinho de fita adesiva

Trata-se de um rolinho com camadas de fitas adesivas que você pode descartar quando não estiverem mais agindo corretamente. Ideal para tirar pelos das roupas e estofados. É recomendado utilizá-lo depois de uma limpeza prévia com rodinho ou luva de borracha. Isso porque cada fita dura pouco e não é uma alternativa econômica.

Capas

Se preferir, é possível cobrir os móveis com capas protetoras, de preferência com material liso, de fácil limpeza.

 

Dicas para evitar a queda dos pelos dos animais

Banho

Quem tem animais dentro de casa, tende a dar banhos mais frequentemente. Porém, isso não é indicado pois tira a proteção natural da pele e pode até mesmo aumentar a queda de pelos. O ideal é dar banho a cada 15 dias aproveitando para fazer uma boa escovação.

Escovação diária

Sem dúvidas, quem tem animais com pelos longos deve se dedicar à escovação diária. Isso ajuda a evitar que grande parte dos pelos se espalhem pela casa, além de retirar eventuais nós. Atenção especial no começo do inverno e verão, quando os animais costumam trocar a pelagem.

Investir em uma boa rasqueadeira

Rasqueadeiras são escovas especiais vendidas em pet shops que tem a função de retirar os pelos mortos do animal. Existem diferentes modelos e tamanhos para as variadas espécies e comprimentos de pelagem. Entretanto, uma rasqueadeira especial promete retirar 90% dos pelos mortos dos animais: a Furminator. Tem um custo alto, mas vale a pena. As imagens são bem impressionantes e as pessoas que compraram realmente elogiam o produto. Existem rasqueadeiras da Furminator de diferentes tamanhos, para diferentes espécies e comprimentos de pelos. Compre aquela indicada para seu animal.

https://www.youtube.com/watch?time_continue=9&v=TC6IA8bktNQ

 

Tosa

A tosa é uma ótima alternativa para reduzir os pelos dos animais pela casa, porém é recomendada nas estações mais quentes do ano. Caso opte por fazer isso no inverno, certifique-se de oferecer abrigo e conforto ao animal. A tosa mais indicada na época mais fria do ano é apenas a higiênica.

Alimentação balanceada

A escolha adequada da ração é primordial para a saúde do animal e, consequentemente, para a dos pelos. O alimento escolhido deve conter todos os nutrientes que o seu pet precisa, sempre levando em consideração a idade, o peso e o porte. Converse com o seu veterinário para decidir qual a melhor opção para o seu bichinho.

Se nada resolver

Se nenhuma das opções acima surtir efeito e os pelos continuarem caindo em excesso, busque ajuda profissional. O animal pode estar com alguma patologia dermatológica, endócrina ou nutricional.

Valentina Vecchi

Médica veterinária, com especialização em Clinica e Cirurgia e Acupuntura Veterinária. Atualmente, atende com acupuntura em São Paulo e escreve para seus blogs pessoais e outros sites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

www.000webhost.com