Mercosul – como levar seu pet a um destes países da América Latina.

Mercosul: viagem ou mudança.

Como mencionado no artigo “Viajando ao exterior com animais de estimação: Regras gerais”, de alguns anos para cá, o número de pessoas interessadas em deixar o País vem, sem dúvida, aumentando. Muitas destas pessoas possui animais demercosul estimação que são considerados membros da família e, portanto, seguirão seus tutores nessa mudança ou viagem. 

Neste artigo, falaremos sobre as normas exigidas nos Países do Mercosul, ou seja, Argentina, Bolívia, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

Saindo do Brasil com seu Pet.

Cada destino tem, sem dúvida, suas regras em relação à entrada de animais domésticos. Por isso, é recomendado pesquisar todas as informações antes de emitir as passagens. Dependendo do país de destino, a emissão de documentos pode levar de 3 a 6 meses! Conheça, portanto, as normas para levar animais de estimação ao exterior. As regras mencionadas aqui, servem tanto para uma breve temporada quanto para uma mudança definitiva.

Como é um processo bem burocrático, muitos preferem terceirizar este serviço. Diante disso, surgiram empresas especializadas em transportes de animais de estimação. Essas providenciam todos os exames e a documentações requeridas. Além disso, orientam por completo visto que conhecem as exigências de cada país. Alguns exemplos são a DogTravel e a Pet Export.

Veja também o artigo “Viajando ao exterior com animais de estimação: Regras Gerais” para saber o que mais precisa além da documentação.

Mercosul – Normas e Exigências.

Em relação a entrada de animais domésticos, os Países do Mercosul são menos exigentes dos da União Europeia. Todavia, recomenda-se que os tutores se informem bem antes de emitir a passagem. Dependendo do País de destino, pode demorar para preparar a documentação exigida.

Documentos necessários:

1.Atestado de Saúde: Trata-se de documento que pode ser emitido pelo médico veterinário de sua preferência. Nele, após uma consulta, o veterinário deverá declarar que o animal está em boas condições de saúde e que tem as vacinas em dia. É necessário, porém, que atenda a validade e requisitos sanitários do país de destino.

2.Certificado Veterinário Internacional (CVI) – Atestado que deve ser solicitado junto a uma unidade da Vigiagro (que geralmente encontram-se nos aeroportos). Primeiramente, é necessário imprimir e preencher o Requerimento de Fiscalização para Animais de Companhia para solicitar o Certificado Veterinário Internacional. Este documento atesta, portanto, todas as informações do seu pet para análise no país de destino.

3.Documentação adicional conforme as Exigências Gerais e Documentação Básica para emissão de CVI (requisitos mínimos exigidos):

  • Carteira de Vacinação- Para animais com mais de 90 dias de idade, é exigido que a vacinação antirrábica tenha sido realizada e esteja em dia. No caso de animais vacinados pela primeira vez, a viagem somente será autorizada após 21 dias da aplicação da vacina contra raiva.
  • Para animais com menos de 3 meses não é exigida Carteira de Vacinação. Neste caso será necessário comprovar a idade do animal, e uma declaração do proprietário (ou informações epidemiológicas oficiais) de que não teve acesso a local com notificação de raiva urbana.
  • Cães com destino ao Uruguai devem realizar teste sorológico (ELISA e/ou RIFI ou prova de aglutinação direta) para Leishmaniose com resultado negativo dentro de 60 dias prévios ao embarque.

 

Mais dúvidas?

Precisa que alguém faça tudo isso por você? Existem empresas especializadas nisso como a DogTravel e a Pet Export.

Em caso de dúvidas, acesse também o site do Ministério da Agricultura e boa viagem!

Valentina Vecchi

Médica veterinária, com especialização em Clinica e Cirurgia e Acupuntura Veterinária. Atualmente, atende com acupuntura em São Paulo e escreve para seus blogs pessoais e outros sites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
www.000webhost.com